23 de julho de 2014


Sempre achei que a gente devia ter um botão
que liga e desliga os sentimentos.
Ou então poderia ser como uma tomada,
que a gente liga diretamente no outro,
e aí torna a conexão entre duas pessoas inevitável.
Para que ninguém se apaixonasse sozinho.

E logo eu que não queria ligar esse botão do sentimento,
encontro-me agora suspirando e pensando em você.
Perco o sono, o fôlego, e até mesmo as palavras... Me perco!
Mas não perco a incrível capacidade que meu cérebro
 tem de me manter conectada a você
em absolutamente tudo o que faço.

Aquela música me lembra você.
Aquele cheiro,
aquela comida,
aquele filme...
ou até mesmo um comercial idiota que passa na TV.
Tudo, tudo mesmo, me faz lembrar você.

É um sentimento inevitável, e eu juro que não é obsessão.
Pode até parecer, mas eu juro, juro que não.
Olha, eu até tento não pensar em você..
Saio de casa, 
tento sair com outras pessoas,
faço até malabarismo,
mas no final de todas as tentativas frustradas
é você quem ocupa meus pensamentos.
Desde a hora que acordo até a hora de dormir,
quando não insiste em aparecer nos meus sonhos.

Droga!! Parece mesmo que entrei para o time dos apaixonados.
Logo eu, eu que não queria me apaixonar por ninguém.
Eu que sempre defendi aquele discurso de amor próprio,
aquele discurso de ser feliz sozinho... 
agora não consigo me ver sem você.
E, embora, eu ainda esteja procurando a tomada 
para desligar esse sentimento,
confesso que não há nada mais gostoso e excitante do que isso.

E por mais boba que eu pareça agora,
confesso que meu mundo parece girar em torno de 
um só pensamento, de uma só pessoa.
E acho mesmo incrível
que em um mundo com cerca de 7 bilhões de pessoas,
esse meu coração maluco
foi inventar de se apaixonar por você.
Só por você!

_________Crislane Aquino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por borboletar aqui!