1 de julho de 2014

❤❤


"O amor correspondido é uma sorte, uma sincronicidade.
 Ele acontece quando o nosso tempo, simplesmente, 
cruza com o do outro. O amor é essa parte contida nos dois. Ninguém perde nem ganha. Só encaixa o que tem de comum.
 Não é possível obrigar alguém a nos amar, 
como não há como achar o encaixe entre grupos 
matemáticos que não tem elementos em comum.
 Essa sorte, esse encontro adocicado, na matemática, 
chamamos de intersecção cujo símbolo é “∩”. 
Na vida, esse encontro, nós chamamos de amor."

______Leo Fressato 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por borboletar aqui!