11 de dezembro de 2013


"Eu disse que sempre seria aquela menina que
 acredita. Que sonha. Que ama. E mesmo de 
depois de tanto tempo, eu volto e digo, com toda
 aquela verdade de outrora: - Eu não perdi o 
poder de sonhar. Eu ainda acredito muito. 
Mesmo quando o mundo às vezes me prova
 o contrário, me traz o contrário. E eu amo. 
Não só a metade do amor, mas a sua inteireza.
 As direções que ele me leva. A velocidade com
 que ele me alcança. Mesmo com algumas 
decepções que ele (vez em quando) me causa. 
E não adianta querer me levar por um 
caminho contrário. Eu sempre vou amar. 
E vou sempre acreditar que o sonho do amor 
é possível. Que ele é. E que eu posso ser 
tanto dentro dele. Com ele.
 E mesmo que amanhã seja outro dia, 
eu continuo a mesma. É isso. O amor inteira. 
Causa. Por isso ele é." 

_________Bibiana Benites

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por borboletar aqui!