4 de março de 2013



Eu amo alto. Terno. Doce. Eu amo como amam os apaixonados. Os loucos de atar. Os bobos de rir. Eu amo a inteireza do amor. A vastidão dele. Eu gosto das sensações que ele me causa. Eu gosto de aprender uma novidade no outro todos os dias. De não ser rotina. De se perder no outro. E deixar que ele se perca em mim também. Amor pra mim é ter a sensibilidade de perceber que é na simplicidade 
que ele se manifesta. O tempo todo.

______Bibiana Benites

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por borboletar aqui!