2 de dezembro de 2012

Podia dançar...



“Passou por dias de puro heavy metal. Ainda podia sentir o som da bateria mudando seu ritmo cardíaco e a vibração das cordas das guitarras acelerando seus vasos sanguíneos. Não era essa a trilha sonora que havia escolhido para 
sua vida. Gostava de blues como fundo musical. 
Suavidade não faz mal a ninguém, pensou. 
Girou o botão dos dias, desligou-se do barulho interno. 
Afinal, podia ser o que bem quisesse e nesse momento, 
era bailarina descalça, senhora das horas. Fechou os olhos, abriu os braços e descobriu que sabia dançar.”

_______Renata Fagundes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por borboletar aqui!