29 de dezembro de 2012

Ainda sou poesia...



“A gente se auto define todo o tempo, eu poderia ser assim ou assado. Fazer melhor, querer mais, superação, aceleração, multidão, decisão e os dias se vão. 
As pessoas não param para olhar, para ouvir, para refletir, não prestam atenção no outro é tudo a tempo e a hora. Sentenciado de qualquer maneira. Pessoas são etiquetadas 
e colocadas em prateleiras em ordem alfabética pra 
facilitar o serviço. Muitos dizem - eu já nasci pronto. 
Eu não. Vivo nascendo todos os dias. 
Meus passos tem ritmo de bossa nova e ainda sou poesia.”

_______Renata Fagundes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por borboletar aqui!