2 de maio de 2012

Não desperdice energia...


 Não quero olhar para trás, lá na frente,
 e descobrir quilômetros de terreno baldio 
que eu não soube cultivar.
Calhamaços de páginas em branco à espera 
de uma história que se parecesse comigo.
 Não quero perceber que, embora desejasse grande, 
amei pequeno. 
Que deixei escapulir as oportunidades 
capazes de bordar mais alegrias na minha vida.
 Que me atolei na areia movediça do tédio. 
Que a quantidade de energia desperdiçada 
com tantas tolices poderia ter sido útil 
para levar luz a algumas sombras,
 a começar pelas minhas.

________Ana Jácomo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por borboletar aqui!