2 de março de 2012


Há quem acredite que o amor é medicamento. Pelo contrário.
Se você está deprimido, histérico ou ansioso demais, 
o amor não se aproxima, e caso o faça,
 vai frustrar sua expectativa, 
porque o amor quer ser recebido com saúde e leveza,
 ele não suporta a ideia de ser ingerido
 de quatro em quatro horas,
 como um antibiótico para combater as bactérias 
da solidão e da falta de auto-estima.

______Martha Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por borboletar aqui!