3 de março de 2012

Convém, às vezes,
ocultar o que se traz no coração.

Um comentário:

Obrigada por borboletar aqui!