27 de março de 2012

Asas...



Asas

Sem ter asas para voar
Me dei o direito de chegar até você
Sem ter pressa de chegar
Pensei em tudo que ia dizer...
Cheguei até você
E olhei nos teus olhos
E vi um brilho diferente aparecer
Esse brilho me tocou, profundamente
Invadiu a minha alma
entonteceu a minha mente...
Sem ter asas para voar
Me lancei sobre os teus braços
E entre teus braços, num abraço apertado
Então criei asas para voar...
Só que minhas asas, ficaram presas em teus braços
Braços aonde sempre quero ficar
Ficar, para nunca mais querer voar...


___Celi Luzzi

2 comentários:

Obrigada por borboletar aqui!